Casa Cor SP - 2022

Galeria Nova Modernista

web_debaixodobloco_casacor2022_andremortatti-19.jpg


Em comemoração aos 100 anos da semana de Arte Moderna no Brasil o Debaixo do Bloco faz uma galeria que exalta esse movimento no país.
O espaço, com pé direito de quase 6 metros, é uma bilheteria que tem a intenção de despertar curiosidade nos visitantes e os convida a desvendar 100 metros quadrados de arquitetura bruta e linhas retas, recheada de arte e peças de design.

A arquitetura é uma exaltação as inspirações trazidas da cidade de  São Paulo e Brasília:

As cores Branco/Vermelho, são referências as obras do arquiteto 
Oscar Niemeyer, observadas no Auditório do Ibirapuera ou nas obras espalhadas pela capital, elas aparecem em elementos de arquitetura como pórticos, tubulações e janelas ventiladas com intenção de expor as intervenções feitas no espaço. 

Os dois Pilares em Concreto Bruto e os Elementos Vazados preenchidos com “muxarabis” são uma releitura das obras de Lina Bo Bardi, vistas no MASP e SESC Pompéia. As janelas funcionam para manter a circulação cruzada dentro da bilheteria. Os pilares e laje em concreto descascados estão ali para revelar o método construtivo desse período.

Essas inspirações se encontram com a assinatura do Debaixo do Bloco, que usa acabamentos nobres, como as pedras em mármore brasileiro, móveis ícones do design e detalhamentos. Esses se destacam frente aos elementos em seu estado imperfeito e natural (pilares descascados, vigas metálicas oxidadas, lajes e tubulações aparentes). Esse mix entrega uma atmosfera de galeria ao mesmo tempo que flerta com peças típicas de  uma residência 
– a sala de estar, as cortinas translucidas, mobiliários e a decoração –.

É nesse contexto que o ambiente recebe os designers que mais trouxeram avanço para o mundo do interior nas décadas de 50, 60 e 70 vistos nos mobiliários, alguns em excelente estado, já outros não escondem a marca do tempo, como a poltrona mole detonada.
Esses móveis junto as luminárias e artigos de decoração são uma alusão a  uma reunião desses arquitetos e artistas nacionais e internacionais,: Charles & R. Eames, Oscar Niemeyer, Giuseppe Scapinelli, Sérgio Rodrigues, Gael Aulenti, Giacomo Castiglioni, Carlos Hauner. 
Os tradicionais flertam no ambiente com os contemporâneos representados pelos designers  Victo Vasconselos e Alex Athas.
 

Para completar o ar de galeria, além do pé direito alto e iluminação suspensa com foco nas obras, Clay Rodrigues – diretor criativo do escritório – Junto a curadora Karla Osorio apresenta uma seleção brasileira de artistas, indo da raiz afro-nacional representada por Moises Patrício á artigos mais contemporâneos, como o neon de Verena Smit, eles foram posicionados de uma forma que se equilibram com os mobiliários.  
Entre as Obras estão: GalenoViviane Rosa, Joao Trevisan, Roland Gebhardt, Daisy Xavier, Matheus Marques Abu, Ricardo Homen e Athos Bulcão.
 

 Todos direitos reservados 2023 © | Debaixo do Bloco Arquitetura